06/02/2011

Tocando em frente...


Às vezes a vida chateia. é um facto! 
O dia-a-dia, as contas para pagar, as reuniões, a família, o condomínio, o carro, os outros, nós próprios. Há sempre motivos para descobrir que a vida chateia. 
Porém, descobri - felizmente há muito - que a vida tem muitas flores na beira da estrada, que existem pessoas que fazem coisas maravilhosas e se pensarmos nelas o mundo fica mais leve. 
E,  no meio de um dia chato podemos descobrir, ao olhar pela janela,  um arco-iris, ou um simples pardal a saltitar. 
Com efeito são muitas as coisas que nos podem fazer sorrir, não apagam as mágoas, nem as coisas que nos fazem chorar, mas libertam  e aliviam a pressão que por vezes se faz sentir sobre o coração...
Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte,
Mais feliz, quem sabe
Eu só levo a certeza
De que muito pouco sei,
Ou nada sei
Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs
É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir
Penso que cumprir a vida
Seja simplesmente
Compreender a marcha
E ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias
Pela longa estrada, eu vou
Estrada eu sou
Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs
É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir
Todo mundo ama um dia,
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
E no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua historia
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
De ser feliz
Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs
É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir
Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais
Cada um de nós compõe a sua historia
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
De ser feliz
Letra: Almir Sater

8 comentários:

Fê-blue bird disse...

Esta música faz parte da minha recuperação e da minha vida.
Uma amiga enviou-ma quando estava muito em baixo, e ela marcou-me tanto, que é um dos meus hinos.
Obrigada por este momento.

beijinhos

Rosa dos Ventos disse...

Se fosse só chatear até que não era má de todo, a Vida!
O pior é que também magoa!
Mas valham-nos as coisas belas que vamos encontrando na nossa caminhada!

Abraço

papoila disse...

Linda!
xx

Ana disse...

Ah!!!!! Bethânea e mais Bethânea. Experimente ouvir outra: É bonita, é bonita e é bonita!

Justine disse...

É o que há a fazer: um dia de cada vez, aproveitando o que a vida nos vai dando de bom, arranjando sabe-se lá onde força para enfrentar o que ela nos traz de mau...

Isa GT disse...

Ultimamente... nem com pensamentos positivos chego lá... espero, simplesmente, que esta fase passe e venha outra... menos chata ;)

Bjos

MagyMay disse...

A "coisa" vista assim até está bem boa... está cheiinha de esperança!
(que é a única forma de seguir tocando em frente, eu acho)

Um beijo, Há

Lilá(s) disse...

Amiga, adoro ouvir Almir Sater e esta letra é uma das minhas preferidas! oiço-o sempre com o mesmo agrado. Também gostei da maneira como vês as coisas boas que por vezes nos passam ao lado ocupados como estamos nas nossas fases "cinzentas".
Beijinhos