01/08/2010

O Papa, a igreja e outras histórias

Desde já passo a informá-los que para além de não gostar deste papa a igreja, enquanto instituição, faz-me brotoeja (lá na minha aldeia diz-se bretoeja) e dá-me volta ao fígado e à vesícula. 
Pronto! Agora que já avisei posso continuar a escrever com a minha consciência mais tranquila.
Ao ouvir Pedro Malaquias, na sua crónica matinal da Antena 2, dizer que o Papa está a escrever um livro para crianças, confesso que me assaltaram muitas questões.
De que trata o livro? Será sobre a vida dele, papa; a vida de Cristo; a justa e coerente igreja ao longo dos séculos, os grandiosos padres e papas que ao longo da história tão bem trataram o seu povo e as suas crianças?
Será que vai pedir desculpa por ter sido um jovem nazi, por crença ou cobardia, ou pedir mil perdões por ter fechado os olhos a todas as atrocidades que os seus “Homens” pedófilos fizeram ao longo dos tempos?
Qual será o conteúdo deste livro? Sabemos que começa por Once upon a time”… A partir daqui os mais de 2000 anos de cristianismo são uma fonte inesgotável de histórias.
Porém, não vá dar-se o caso de  Joseph Ratzinger, o homem, ou Benedetto XVI, o papa, faltar-lhe matéria de inspiração, deixo-lhe aqui esta história que se passa lá para os lados do riquíssimo santuário de Fátima:
O ESCÂNDALO do Santuário de Fátima em relação ao abate de animais é conhecido de muitos, mas ninguém ainda conseguiu parar esta crueldade.
As ordens partem da Reitoria do Santuário, para que todos os cães que aparecem por Fátima, quer sejam adultos ou cachorros, quer tenham donos ou não, são capturados pelos seguranças e colocados na caixa que apresentamos em foto.
Esta caixa está mesmo nas traseiras do santuário, no local das oficinas. Ali ficam os cães durante algumas semanas, ao frio e à chuva de Inverno, à chapa do sol, no Verão. Sem direito a comida ou água, num espaço mínimo onde a maioria nem se consegue colocar de pé…
Existem alguns seguranças que não levam os cães capturados para este local, conseguem levar alguns para casa e adoptam-nos ou arranjam donos entre os seus vizinhos ou colegas de trabalho. Boa gente esta que sofre em ver os animais assim tratados, mas que se sente impotente com a ameaça de perderem os seus empregos.
Mas existem também dois seguranças, que violentam cruelmente os cães, com foices de podar oliveiras, dando com elas nas pernas dos cães que ficam em carne viva, a sangrar e com grandes cortes extremamente dolorosos e muitas vezes as pernas partidas. 
Esses cães são posteriormente levados, para esta caixa, permanecendo até que a carrinha da Câmara de Ourem tenha tempo para os vir buscar. 
Lá, são colocados, já muito debilitados, para abate, e são-no todos num prazo de poucos dias.Quem nos informou, disse-nos também, que os cães que lá estão, vivem os poucos dias que lhes resta em condições extremamente miseráveis.
A Câmara Municipal de Ourém tem prometida (há demasiado tempo) a construção de um canil para recolher animais abandonados e o não abate de animais, mas como não existe interesse da Câmara nem pressão suficiente pela parte de quem abomina esta situação, para a construção do dito canil de protecção de animais perto de Fátima, vai adiando e esquecendo esta promessa e vai gastando a verba que já tinha disponível para esta construção em outras obras que lhes dão mais votos aquando das autárquicas.
A FAA soube também que existe um engenheiro que reporta directamente à reitoria do santuário, que deixa veneno (de acção ultra rápida) para matar alguns cães mais difíceis de apanhar… Não conseguimos ter acesso ao seu nome, mas sabemos que existe apenas um engenheiro com funções ligadas à área verde que circunda o santuário.
Mais grave a situação se torna de algum tempo para cá, que os cães depois de serem colocados na caixa, desaparecem antes que a carrinha da Câmara os venha buscar, ou tenha conhecimento que eles lá estão. Pensamos que são abatidos por alguns trabalhadores do santuário, porque os cães ladram á noite e podem incomodar os turistas, ou podem levantar suspeitas de maus tratos contra os animais perpetrados num local “sagrado”.
Não sabemos quantos animais foram mortos com a chegada do 13 de Maio e com a vinda do actual representante da Igreja Católica a Fátima, mas acreditamos que quem lá for, não vê nenhum cão, porque as ruas foram limpas, tal como é sempre feito com uma regularidade impressionante.
Esta é uma situação abominável, pela parte de quem se diz representante de Deus, não é compreensível tamanha crueldade num espaço que querem fazer sagrado e que eles próprios profanam e o sujam de morte e sangue.
Deixamos aqui o contacto do Santuário, para quem quiser mostrar a sua indignação perante esta monstruosa atitude. Peçam para encaminhar a vossa chamada para a reitoria:
249 539 600”
E porque a minha consciência não católica me avisa preciso dizer que respeito muito todos os que pertenceram à igreja e muito fizeram pelas suas ovelhas. Também os houve/há!
Aos restantes, abomino-os 

20 comentários:

Justine disse...

Subscrevo integralmente a tua crónica, que é mais uma chamada de atenção para tanta ignomínia que se pratica em nome da Igreja e dos crentes-inocentes...

Kássia Kiss disse...

Que horror! Como é que essa gente pode estar de bem com Deus, se não respeita os outros seres vivos à face da Terra? Se calhar até se julgam muito crentes e estão confiantes em atingir um lugar no "Paraíso"...

trepadeira disse...

Deixem-me meter aqui uma latinada-"quousque tandem,Catilina,abutere patientia nostra?.".
Substituam catilina por uma qualquer sotaina.
Será que 2000 anos ainda não são suficientes?
Isto faz sempre lembrar o frontespício do convento onde frei Viterbo escreveu o Elucidário,ali para os lados de Sátão.Tem um dragão a comer a própria cauda.
Já tinha deixado um grito,há tempos,no belogue.
Raio de república que promíscua se tornou,tão depressa.
´Cordial abraço,
mário

F Nando disse...

Já tinha conhecimento do que se passa em Fátima e tudo isto dá que pensar quando segundo eles todos somos criaturas de Deus - bem cães e gatos em Fátima é que não por muito católicos que eles sejam...
Gostei dos teus dias

salvoconduto disse...

Fosse noutro país mais decente e já teriam sido incriminados, porque é de crime que se trata.

uminuto disse...

que aberração esta por parte de quem apregoa amor aos sete ventos
um beijo

Juliana Sphynx disse...

É cada coisa nesse mundo desregulado!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Não sabia dessa história abjecta de Fátima. Apenas mais uma crueldade a acrescentar a tantas outras que a Igreja tem cometido em nome da Fé. Só me apetecia disparatar e dizer o que penso (genericamente, porque conheço elementos do clero que muito prezo...)mas não quero conspurcar o seu blog...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Só mais uma coisa. O livro do Papa será para explicar a pedofilia?

Rafeiro Perfumado disse...

Na volta o livro do Papa tem o prefácio escrito pelo Bibi...

Há.dias.assim disse...

Pois é justine, pois é...mas os animais vão sofrendo.

Há.dias.assim disse...

Kássia,
é o ser humano, assim, no seu pior...

Há.dias.assim disse...

Mário,
a república, a igreja, a humanidade e por aí fora...

Há.dias.assim disse...

F. nando
obrigada pela visita.
que o sofrimento contra os animais termine logo.

Há.dias.assim disse...

Salvoconduto,
é CRIME mas ficará tão impune como, à época, a inquisição...

Há.dias.assim disse...

Um minuto,
um horror...

Há.dias.assim disse...

Pois é Juliana!

Há.dias.assim disse...

Carlos,
também me ocorreu que seria para explicar a pedofilia.
O Carlos cruz tb disse que tem vindo a explicar à filha as acusações sobre ele.
Será que descreve o quanto as meninas que ele violou choravam e imploravam que parasse. eram da idade da filha dele.

Há.dias.assim disse...

rafeiro,
acho que o Bibi e o Ferreira Dinis andam à bulha para decidir quem escreve o prefácio...
O Hugo Marçal, coitadinho, já escreveu o seu livro...é pena que as pessoas o comprem.
Quando Um músico nazi, depois da guerra deu um concerto, os judeus que sobreviveram e seus simpatizantes compraram todos os bilhetes, a sala estava esgotada mas não apareceu ninguém.
Neste caso, se os portugueses tivessem consciências das atrocidades cometidas por estes monstros nem olhavam para o livro. Enfim!

gotico disse...

Será isto possivel?.....