18/09/2010

Fila Indiana...



"Para mim os homens caminham pela face da Terra em fila indiana. Cada um carregando um saco à frente e outro atrás.
No saco da frente colocamos as nossas qualidades; no saco de trás guardamos os nossos defeitos.
Por isso durante a jornada pela vida, mantemos os olhos fixos nas virtudes que possuímos presas ao nosso peito.
Ao mesmo tempo, reparamos impiedosamente nas costas do companheiro que está à nossa frente, todos os defeitos que ele possui. Julgamo-nos melhores que ele, sem perceber que a pessoa que está atrás de nós, está pensando a mesma coisa a nosso respeito.
"A vida é como jogar uma bola na parede:
Se for jogada uma bola azul, ela voltará azul;
Se for jogada uma bola verde, ela voltará verde;
Se a bola for jogada fraca, ela voltará fraca;
Se a bola for jogada com força, ela voltará com força.
Por isso, nunca "jogue uma bola na vida" de forma que você não esteja pronto a recebê-la.
A vida não dá e nem empresta; não se comove e nem se apieda. Tudo quanto ela faz é retribuir e transferir aquilo que nós lhe oferecemos".
Recebido por e-mail...

2 comentários:

Multiolhares disse...

Gostei do texto bastante reflexivo, na verdade todos os actos tem a sua consequência, adorei as joaninhas lembrei-me da minha infância que tantas me vinham poisar nas mãos
Bj

Isa GT disse...

Mais ou menos isso...
Às vezes, estou muito quietinha, muito sossegadinha na minha vidinha, sem pensar em bolas nem futebol e, de repente, apanho cá cada bolada... ;)))

Bjos